Saiba como Eckhart Tolle ensinou Gwyneth Paltrow a viver com mais consciência

Na primeira quarta-feira desse ano, resolvi dar início a uma nova categoria de postagens semanais lá no Instagram (@cherryglossbr). Aproveitando-me da mania mundial pela hashtag #WellnessWednesday, decidi abordar, toda quarta-feira, algum tema relacionado a bem-estar e saúde mental. Já falei sobre meditação, hangxiety e a relação entre plantas e bem-estar, e tenho muito mais planejado para as próximas quartas! Geralmente esses textos são divididos em um ou diversos posts no feed, mas recentemente me deparei com uma entrevista tão bacana que achei que merecia uma postagem completinha e aprofundada aqui no blog!

A entrevista em questão foi conduzida no podcast semanal do GOOP pela musa do wellness Gwyneth Paltrow com Eckhart Tolle, professor espiritual” (ele refuta o título de “guru”) e autor de dois bestsellers: “O Poder do Agora” e “Um Novo Mundo”. Na entrevista, que ocorreu em janeiro desse ano, Tolle aborda diversos temas que tem permeado sua carreira, como a não resistência às experiências do agora (sejam elas boas ou ruins); a importância de se viver no momento presente; como lidar com desafios e dificuldades da vida e a relação entre o ego e a alma.

Gwyneth Paltrow e Eckhart Tolle. Foto: GOOP.com

Logo no começo da entrevista, Gwyneth conta que segue o trabalho do professor há muitos anos, e que um de seus ensinamentos que mais levou para sua vida foi o de não resistir às emoções negativas:

“Guardei muito esse seu ensinamento que diz: tudo que a gente RESISTE, PERSISTE. E isso tem a ver com criar espaço para emoções negativas como a tristeza e a raiva, que nós tendemos a resistir e lutar contra. Os livros de Tolle me ensinaram a trazer atenção para esses sentimentos e a navegá-los com consciência. E isso foi muito importante para minha vida pessoal, e também para que pudesse ensinar para os meus filhos que a tristeza e a raiva são emoções naturais e válidas, que fazem parte da experiência humana” – Gwyneth Paltrow

Gwyneth pergunta então a Eckart Toole qual foi a experiência dolorosa pela qual ele mesmo teve que passar para compreender tão à fundo essa questão da consciência x ego, e ele contou algo que me surpreendeu: sim, até os seus 29 anos, Eckart Toole também era ansioso, acelerado, com mil preocupações a respeito do futuro – ele não “nasceu” esse guru de fala mansa e palavras sábias, mas sim uma pessoa comum com o cérebro “à mil” como todos nós!

“Minha jornada para o auto-conhecimento começou nos meus 20 anos, os quais passei majoritariamente em estados de ansiedade e depressão. Foi então que em uma noite, um pensamento se apoderou da minha mente: “eu não consigo mais viver comigo mesmo”. E de repente, olhei para o quão estranho e absurdo era esse pensamento: quem é esse “eu” e quem é esse “comigo mesmo”? Porque parecem que existem 2 de mim? Eu estava tão desconectado da minha verdadeira consciência, e de repente percebi isso. A narrativa constantemente infeliz e compulsiva da minha mente, sempre se arrependendo de coisas que fiz no passado ou projetando coisas para o futuro – o que me gerava uma enorme ANSIEDADE – era a única narrativa com a qual eu me identificava como o verdadeiro “eu”. Até então eu não percebia que aquilo eram somente pensamentos, que não era o EU verdadeiro. E quando eu percebi isso, tudo mudou” afirma.

Eckhart Tolle. Foto: Royal Albert Hall

Como um “despertar espiritual”, Tolle conta que enxergou uma nova dimensão, na qual sua vida continuava a mesma, com os mesmos problemas, mas sua consciência – seu senso de si – não estava mais consumido por aqueles pensamentos obsessivos e ansiosos que lhe traziam tanto sofrimento. “Consegui calar a voz da minha cabeça, aquela voz sem utilidade e cruel, e experimentei a presença pura, apenas percebendo as coisas, estando no momento” contou. Daí o nome do seu livro mais famoso: O PODER DO AGORA.

Esse estado de presença absoluta e aquietamento da mente é conquistado em atividades como a meditação – sobre a qual já escrevi nesse post pro The Lolla. Porém, para minha surpresa, nessa entrevista descobri que nem Eckart e nem a própria Gwyneth, guru moderna do bem-estar, conseguem manter uma prática de meditação TODOS os dias!

Eu tento meditar, mas não posso afirmar que faço isso TODOS OS DIAS. Porque algumas vezes as crianças, o trabalho, a vida, ou o que quer que seja, entram na frente” – Gwyneth Paltrow.

Então como Gwyneth e Eckart conseguem preservar essa consciência do momento presente e não se deixarem dominar por pensamentos ansiosos? Eckart afirma que tem 2 técnicas que usa no dia-a-dia: as “mini meditações” e os momentos de foco no corpo ou em um dos sentidos. As mini-meditações são momentos DURANTE O SEU DIA-A-DIA que Eckart usa para simplesmente RESPIRAR PROFUNDAMENTE, por aproximadamente 10 segundos, e sentir EXATAMENTE o ar entrando pelas suas narinas, passando pela sua garganta, chegando nos pulmões… e fazendo o movimento inverso.

Se você focar totalmente a atenção na sua respiração, no ar se movendo pelo seu corpo, você NÃO CONSEGUIRÁ pensar em mais nada. É impossível pensar E estar totalmente consciente da respiração ao mesmo tempo. Então o que faço são essas “mini meditações” quando estou numa fila, aguardando o elevador, no trânsito… Eu simplesmente tiro 10 segundos para prestar total atenção ao ar entrando e saindo do meu corpo. Deixo essa presença fluir no meu dia-a-dia e isso faz toda a diferença” Eckhart Tolle.

Respire com o gif! Via: Giphy

Outra técnica que ele usa e recomenda é a de escolher um sentido (audição, olfato, visão, etc…) e focar sua atenção totalmente nele, aguçando sua percepção do mundo através daquele sentido. Ele dá como exemplo a observação de uma árvore: “Pare e observe uma árvore com toda a sua atenção, SEM racionalizar, julgar, nomear, apenas observe-a, totalmente presente naquele momento. Repare em seus detalhes, suas cores, no sol batendo em suas folhas. E você perceberá que é realmente possível estar CONSCIENTE e ao mesmo tempo NÃO ESTAR PENSANDO, e isso é uma coisa maravilhosa!”afirma. 

Toole disse que desde que experimentou esse “despertar espiritual”, no qual se deu conta de que existe uma quietude consciente muito além de seus pensamentos, e que aquela quietude era sua verdadeira essência, ele pôde experimentar uma maior calma em sua vida, mesmo em eventos adversos.

“Perceber que você não é os seus pensamentos é libertador!” – Eckhart Tolle

Ele conta que entendeu profundamente a verdade de que seu “eu” verdadeiro é aquela presença calma e desperta atrás dos meus pensamentos – e NÃO os pensamentos em si, e que através dessa descoberta percebeu que muito do sofrimento que os seres humanos suportam não é criado por eventos e circunstâncias externas, e sim por certos padrões de pensamento como o de preocupar-se constantemente: “Quem tende a se preocupar muito e constantemente pode achar que essa é a única maneira de “controlar” a própria vida, é como se sua própria mente te falasse “você PRECISA se preocupar se não nada na sua vida vai dar certo”. No entanto, ao reconhecer isso como apenas um padrão mental, e algo sem utilidade, e assumir para você que você não quer mais ficar naquela ruminação constante de preocupações, você pode ESCOLHER DIRECIONAR SUA ATENÇÃO para a sua RESPIRAÇÃO ou para as sensações no seu corpo no momento presente”.

Ele ainda dá um alerta: a sua mente tentará te falar que esses 10 segundos não adiantam nada, ou que você não consegue fazer aquilo! “Não acredite na sua mente quando ela te falar isso – esse será apenas mais um pensamento para te distrair! Nesse momento, volte para seu corpo, faça a mini-meditação, e com o tempo você verá que esses pensamentos não tem mais tanto impacto na sua vida nem nas suas emoções” afirma.

Ainda sobre a ansiedade e depressão que sentia nos seus 20 e poucos anos, Eckart comentou que agradece por ter passado Período de tanto sofrimento, pois isso o levou nesse caminho de auto descoberta que ele trilha até hoje – e que sem isso, não teria a sua carreira, os seus livros e o seu reconhecimento: “TODO MUNDO tem problemas, ou como eu prefiro chamá-los, DESAFIOS. A vida é difícil para todo mundo, e parte de estar vivo é enfrentar desafios – nós não iríamos EVOLUIR como seres se não tivéssemos esses problemas! A chave para encará-los é se focar sempre no momento presente, que é por onde a sua vida se manifesta. E você verá que muitos dos problemas não estão presentes exatamente nesse momento, por exemplo no meio da noite, quando você é despertado por sua própria preocupação. E quando você for realmente confrontado com um desafio no momento presente, não resista à ele – lembre-se, o que você RESISTE, PERSISTE. Fique alerta, foque nos seus sentidos, dê a sua completa atenção àquele problema, e você terá uma maior chance de resolvê-lo da melhor forma ”.

Sobre essa ansiedade constante em que vivemos, Eckart afirmou que isso é um padrão da mente que podemos aprender a quebrar: “A maioria dos humanos vive como se o passado e o futuro – especialmente o futuro – fossem MAIS IMPORTANTES QUE O AGORA. Sim, é claro que você precisa ter planos para o futuro, para organizar sua vida num nível prático, e sim, é fato que você pode se lembrar do seu passado. O que você não pode é tratar o MOMENTO PRESENTE como se fosse apenas um “obstáculo” que você tivesse que atravessar para chegar num futuro melhor e ilusório. Aprenda a honrar o agora, existe tanta beleza e maravilhas a serem descobertas… aprecie o que está presente aqui: a sua respiração, o céu, um sorriso, uma musica… Caso contrario, você PERDERÁ A SUA VIDA INTEIRA se viver apenas para o próximo momento, esperando para quando sair do trabalho, sair de férias, alcançar uma determinada meta no trabalho, se aposentar…. E quando esses momentos chegarem, adivinha? Você NÃO CONSEGUIRÁ APRECIÁ-LOS pois a sua mente já estará tão viciada no pensamento no futuro que não saberá ficar no presente com consciência e paz”.

Muito interessante esse ponto-de-vista não é mesmo?

Caso se interesse e queira saber mais sobre o trabalho de Eckart Toole, deixei abaixo os links de seus livros e de algumas entrevistas suas que vale a pena assistir:

Livro “O Poder do Agora”

Livro “Um novo mundo – O despertar de uma nova consciência”

Meditações guiadas por Eckhart Tolle

Eckhart falando sobre Ansiedade e Medo

Seguir:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *