Qual o risco que a exposição à luz azul REALMENTE traz para a pele?

Você já ouviu falar sobre os riscos que a exposição constante e prolongada à luz azul podem trazer para a sua pele?

Em uma recente reportagem da revista Allure, a jornalista Macaela Mackenzie entrevistou diversos dermatologistas sobre o assunto, e trouxe alguns dados alarmantes sobre o tema. Achei a reportagem super interessante e relevante, sobretudo porque hoje em dia estamos quase todo tempo expostas a esse tipo de luz artificial (hello vício em smartphones!), então decidi trazer algumas dessas informações para as leitoras do Cherry Gloss.

pele, cuidados com a pele, luz azul, pele bem cuidada, rotina de pele

Vamos começar com a definição do que é LUZ AZUL:

“Parte do espectro de luzes visíveis, a luz azul tem um comprimento de onda curto e uma alta energia, e não deve ser confundida com os raios UVA e UBV” afirma Shari Marchbein, dermatologista e pesquisadora da New York University, que foi uma das entrevistadas pela Allure. Ela explicou que a maior fonte de luz azul a que estamos expostos é o próprio sol. No entanto, nossa pele também recebe uma alta dose de luz azul por meio da exposição às telas de computadores e celulares, e também da própria iluminação artificial. “A luz visível, especialmente a de comprimento de onda azul, tem se tornado um ponto de grande atenção no meio dermatológico, pois diversas pesquisas que ainda estão sendo realizadas sobre o tema tem evidenciado que ela contribui para o fotoenvelhecimento, piorando a elasticidade da pele e causando hiperpigmentação e rugas” afirmou. “Os dermatologistas também já têm evidências que mostram que a luz azul funciona como um gatilho para certas condições como melasma, no qual a pele é estimulada a produzir mais pigmentos. Também há evidência que, conforme a luz azul penetra na pele, são liberados radicais livres, que danifica o DNA e aceleram o aspecto de envelhecimento celular.”

Assustador né? 

Gif via Gyphy

As pesquisas que detalham exatamente COMO a luz azul afeta a pele ainda estão sendo realizadas, mas o que os dermatologistas já sabem com certeza é que, em um estudo que comparava a exposição à luz azul com a UVA, a primeira ocasionou mais hiperpigmentação, vermelhidão e inchaço na pele que a segunda, e essa hiperpigmentação durou mais tempo do que as causadas pela luz UVA.

Vale ressaltar que as pesquisas ainda são inconclusivas em relação à capacidade das TELAS de celulares e computadores especificamente emitirem luz azul na força e intensidade suficientes para causar danos à pele. “No entanto, a data científica mais recente que temos aponta para o fato que a luz azul EM GERAL penetra na pele, contribuindo para a formação de rugas, hiperpigmentação e envelhecimento, então a conclusão natural a que chegamos é que quanto mais tempo passamos próximos a esses aparelhos emissores de luz azul, pior para a condição da nossa pele” afirmou a Dra. Shari Marchbein.

Alguns dermatologistas estão afirmando, inclusive, que vêem notando esses danos em seus pacientes nos últimos anos: “Tenho notado um NOVO PADRÃO de hiperpigmentação em alguns pacientes meus que não existiam antes, e temo que essas manchas estejam sendo causadas pelo uso constante de smartphones tão próximos ao rosto. Tenho notado sobretudo melasmas mais na lateral do rosto, e não no centro das maçãs, onde essa condição era mais comum” afirma a Dra. Loretta Ciraldo, dermatologista de Miami que também foi entrevistada pela reportagem. “Para mim, parece que nesses casos, o fato do telefone estar tão próximo da lateral do rosto quando falamos pode estar levando uma grande quantidade de luz azul às células da pele, ocasionando essas manchas.”

O que você pode fazer, então, para proteger a sua pele dos estragos causados pela luz azul?

Se você pensou “PROTETOR SOLAR”, infelizmente tenho uma má notícia: esse tipo de produto, mesmo os que oferecem proteção contra raios UVA e UVB, não irá proteger a sua pele contra a luz azul. Os únicos filtros que poderão fazer isso são os do tipo MINERAL que contenham óxido de ferro em sua composição, pois esse é o único ingrediente capaz de BLOQUEAR a luz. Existe algumas bases de maquiagem, sobretudo em pó, que também possuem óxido de ferro e podem ajudar nessa proteção.

Outra dica é contar com produtos específicos para a proteção contra a luz azul. Testei recentemente um deles: a BRUMA RESTAURADORA ENERGIZANTE, que ganhei da Quintal Dermocosméticos, Segundo o site da marca, “a Bruma é um produto multifuncional que atua como tratamento complementar para blindar a pele das agressões do dia a dia, com efeito calmante, restaurador e que equilibram as defesas naturais da pele, fortalecendo a microbiota. Rico em vitamina C,  combate os radicais livres e ativa a luminosidade natural desde a primeira aplicação e o efeito é intensificado no decorrer do uso.”

cuidados com a pele, cuidado com a pele, cuidar da pele, proteger a pele, pele linda, pele bem cuidada, produtos de beleza, rotina de pele, rotina de beleza, pele bonita
Bruma Energizante da Quintal Dermocosméticos

Os representantes da marca me explicaram que esse produto tem entre seus ativos o extrato de Ginseng Indiano que fortalece a estrutura da célula, combatendo os radicais livres e deixando-as mais resistentes ao efeito da luz azul. Para comprovar essa afirmação, a Quintal enviou sua bruma para uma análise laboratorial que realizou testes de exposição da pele à luz azul, e tais testes comprovaram que depois de aplicar a Bruma as células diminuíram a produção de radicais livres em 35,4%.

Para potencializar e contra-atacar os efeitos da exposição à luz azul, outra dica é a utilização de sérums antioxidantes Vitamina C, ingrediente cujo funcionamento detalhei nesse post.

Abaixo, anotei um resuminho de DICAS PARA COMBATER OS ESTRAGOS DA LUZ AZUL NA SUA PELE:

  • não use o smartphone tão próximo do rosto
  • diminua o nível de luminosidade da tela
  • sempre appliqué um serum antioxidante PELA MANHÃ para ajudar a combater os efeitos da luz azul
  • aposte em protetores solares físicos com óxido de ferro
  • potencialize a proteção ao longo do dia com sprays específicos em brumas específicas para essa finalidade, como a da Bruma Energizante da Quintal Dermocosméticos.
Seguir:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *