O poder do olfato: como a Aromaterapia pode ajudar a regular as emoções

Hoje pela manhã, fui a um evento promovido pela marca Jeunesse, multinacional que oferece produtos de beleza e suplementos alimentares de tecnologia de ponta com foco na promoção da juventude. Esse evento, que ocorreu em um bar de smoothies delicioso no bairro dos Jardins, em São Paulo, tinha uma proposta bem bacana: apresentar a E.Vok, primeira linha de óleos essenciais para aromaterapia da marca.

Confesso que entendia muito pouco sobre como a aromaterapia funciona exatamente no organismo. A minha única experiência com a técnica tem sido sentir o aroma de um stick de lavanda que deixo ao lado da minha cama antes de dormir. A associação desse cheirinho com uma boa meditação focada na respiração tem feito maravilhas pelas minhas noites, me ajudado a pegar no sono mais rápido e de forma mais profunda, algo que por si só, já me parecia milagroso! Por isso, estava tão empolgada sobre a temática desse evento.

Os 5 blends de óleos essenciais da linha E.VOK

Fui entender melhor a função da aromaterapia com a palestra da Dra. Esthela Conde, médica nutróloga, Diretora da Clínica Conde e membro da equipe de Medicina Integrativa do Hospital Albert Einstein, que falou sobre o poder do olfato na regulação de nossas emoções. A Dra. Esthela começou sua fala dando uma visão geral da Medicina Integrativa, que leva em consideração o aspecto físico, mental e espiritual de cada pessoa. “Por muitos anos, a ciência se preocupou somente com a saúde física e esqueceu de olhar para outros fatores. E isso fez com que “a conta não fechasse” para muitas pessoas, que estavam saudáveis, com os exames de sangue em ordem, fisicamente bem, mas mesmo assim se sentindo ansiosas, deprimidas, com suas emoções em desequilíbrio” contou ela. Isso levou muitas pessoas a buscarem respostas em outros tipos de medicina, que antigamente recebia o nome de “alternativas”, mas que para a Dra. Esthela são na verdade COMPLEMENTARES à medicina tradicional. Aqui entra a sabedoria da medicina oriental, sobretudo a chinesa e indiana, com técnicas como acupuntura, yoga, meditação, e finalmente a AROMATERAPIA, se tornando cada vez mais populares. “Na última década, milhares de estudos foram feitos sobre a relação entre mente e corpo, sobre como nossas emoções impactam nossa saúde, e os médicos passaram a olhar cada vez mais para esse lado” contou a Dra. Esthela, que inclusive foi fazer um curso em Harvard sobre a conexão entre mente e corpo na medicina (hoje sua especialidade), e que justamente une o lado mental e espiritual na prática da medicina tradicional. Afinal, uma pessoa saudável é uma pessoa que tem o EQUILÍBRIO dessas 3 áreas. Não basta estar bem em apenas uma delas e se esquecer das outras!

Um dos fatores mais importantes para atingirmos o equilíbrio é o da regulação EMOCIONAL. Como você reage a uma situação de stress? Como encara os desafios da sua vida? Tudo isso tem a ver com a regulação emocional do seu organismo. E sabe um sentido poderosíssimo que pode ser o seu aliado na jornada por uma saúde emocional mais equilibrada? Sim, ele mesmo: o nosso maravilhoso olfato.

Para explicar melhor essa relação do olfato com as nossas emoções, encontrei um relatório do SIRC, centro de pesquisas sociais da Inglaterra, com o titulo “The Smell Report” que afirma que: “A percepção do olfato consiste não só da sensação do odor propriamente dito mas também das EXPERIÊNCIAS E EMOÇÕES associadas à essa sensação. Nossos receptores olfativos estão DIRETAMENTE CONECTADOS AO SISTEMA LÍMBICO, a parte mais primitiva do CÉREBRO, que é considerada atualmente como o centro das EMOÇÕES. De lá, as sensações olfativas são retransmitidas para o córtex, aonde ocorre o reconhecimento cognitivo de um  determinado aroma. Isso ocorre somente apos àquela parte mais profunda e antiga do nosso cérebro ter sido estimulada pelo cheiro. Ou seja: no momento que conseguimos definir e nomear um aroma particular, como por exemplo “baunilha”, esse aroma já ativou todo nosso sistema límbico, servindo como um gatilho para respostas emocionais diversas.”

Existem aromas que são reconhecidos por estarem associados a emoções específicas. O de lavanda, por exemplo, já foi amplamente estudado  devido a seus benefícios calmantes, contribuindo para o sono e o combate ao stress. “A lavanda interage com o neurotransmissor GABA para ajudar a silenciar a atividade cerebral e o sistema nervoso, reduzindo assim a agitação, a raiva e a agressividade” afirma o Dr. Michael Breus, PhD em medicina do sono e fã da lavanda. É justamente essa erva milenar a estrela de um dos blends exclusivos de óleos da linha E.VOK, o ENHANCE, que ajuda a trazer um estado de tranquilidade e presença, diminuindo os devaneios da mente que geram agitação e ansiedade.

Outro aroma poderoso presente na linha E.VOK  é o do alecrim, cuja intensidade ajuda a trazer confiança, fluidez e clareza. Ele está presente no blend DEFEND, que ainda conta com Eucalipto e Hortelã-pimenta, e que foi o meu favorito da coleção!

aromaterapia, auto-cuidado, meditação, auto-conhecimento, corpo, mente, ayurveda, blends, compre aromaterapia
Os blends da linha E.VOK

A idéia com a aromaterapia é você ir testando pouco a pouco o que mais gosta, que aromas te fazem se sentir melhor, pois isso é realmente algo muito particular. E para usar os óleos essenciais, o ideal é contar com um difusor nebulizador que irá liberar pouco a pouco o aroma no ambiente, oferecendo a melhor experiência em aromaterapia.

Ah, por último deixo aqui 2 avisos muito importantes:

  • NUNCA use óleos essenciais puros diretamente na sua pele, pois eles podem causar alergiais.
  • Sempre consulte seu medico a respeito do uso de óleos essenciais, para ter a certeza que a aromaterapia é indicada para você!
Seguir:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *