Billie Razor e a quebra de paradigmas da depilação feminina

Quando falamos em propaganda para lâminas de depilação feminina, algumas imagens vêm imediatamente à mente: mulheres passando a lâmina numa perna já depilada, e sentindo o toque macio da sua pele ao se olharem no espelho. Nesses comerciais, a verdadeira eficácia do produto – que é o que deveria estar sendo mostrado – fica um tanto quanto difícil, para não dizer IMPOSSÍVEL, de se comprovar. Afinal, o grande “vilão a ser combatido”, no caso os pêlos propriamente ditos, sequer são mostrados em sua real forma e totalidade. No máximo, temos aquelas animações beeem fakes, que mostram como a lâmina funciona, dando uma credibilidade quase nula à funcionalidade do produto em questão. Pois bem.

Em tempos de feminismo, body positivity e tantas discussões bacanas acontecendo no universo da beleza feminina, uma marca de lâminas de barbear americana tem se destacado justamente por ousar mostrar o que nenhuma outra marca mostrou até então: os temidos, escondidos, esquecidos e assustadores PÊLOS FEMININOS!

Em sua bem humorada – e maravilhosamente produzida – propaganda, a marca americana Billie Razor mostra uma infinidade de mulheres, ora com, ora sem pêlos, nos mais diversos locais do corpo. Mulheres lindas e livres, que decidem de que forma, quando, e SE, querem se depilar. Simples assim. E de tão simples, chega a chocar em como, em pleno 2018, nenhuma marca havia pensado nessa abordagem até agora.

O letreiro da propaganda diz: “Pêlos. Todo mundo têm. Até as mulheres. (pausa para um riso irônico aqui). O mundo FINGE QUE ELES NÃO EXISTEM. Mas eles existem. Nós checamos. Então, como, quando e SE alguma vez você quiser se depilar, nós estamos aqui.”

*mic drop*

Claro que o comercial gerou algumas polêmicas, e teve muita gente reclamando nas redes sociais sobre a abordagem um tanto quanto, hum, “realista”, da empresa. Muitas mulheres, no entanto, amaram e se identificarem com a proposta da Billie Razor, e estão fazendo suas vendas crescerem a ponto de uma de suas fundadoras aparecer na revista Times, contando um pouco sobre a abordagem disruptiva da marca.

Agora nos conte: você gostou do comercial da Billie? Ou prefere o bom e velho comercial das pernas lisinhas sendo depiladas? Responde pra gente nos comentários!

Seguir:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *